segunda-feira, 29 de novembro de 2010

promessas...


Eu juro! Que prometi a mim mesma que não deixaria isso acontecer, sinto um começo de tudo e estou tomando minhas providências para que isso chegue ao fim. Eu juro, que evito olhar nos teus olhos, ou pensar em como seria, de reviver meu passado que de tão longe só me deixam rastros quase imperceptíveis, mais que estão lá só pra lembrar de não me entregar tão facilmente a sentimentos. Eu juro, que tentei te odiar e não consegui, te afastar e sem perceber te puxei pra mais perto. Feche os olhos. Se controle. Respire. Abra-os. Hoje é outro dia, um novo dia com os mesmos caminhos, mesma rotina. Eu juro que irei te esquecer como outra pessoa qualquer que passa diante de mim numa rua. Eu juro que essas borboletas que voam dentro do estômago quando sentem sua presença, não chegarão ao meu coração, nunca.

Nenhum comentário: