domingo, 5 de dezembro de 2010

Eu e eu mesma


Todos estamos presos a nós mesmos, através de nossos pensamentos, único lugar que realmente estaremos sós. Guardei nele todos os meus planos, minhas fugas, meus sonhos, meus medos, minhas angustias, minhas lembranças, e um mundo só meu. Nesse mundo de futilidades, idiotice exacerbada, pessoas sem opiniões e influenciáveis, tento não mergulhar em mim mesma para onde agora constantemente visito, onde se tornou o meu refúgio em dias onde a ignorância das pessoas se elevam ao nível máximo, e viver entre elas se torna insuportável. Calma, isso é só o começo. Aprender a conviver com todo tipo de gente é uma dificuldade dentre tantas outras que iremos encontrar daqui pra frente, e enquanto isso vou tentando me acostumar, e a controlar meu impulso de falar o que não deve (ou se deve).

Nenhum comentário: