domingo, 28 de agosto de 2011

Música do dia.


Alguns dias eu sinto como se minha alma tivesse deixado meu corpo, sinto que eu estou flutuando acima de mim, como se estivesse olhando para mim. Começo a afundar toda vez que penso. É mais fácil manter o movimento. Nunca parar para deixar a verdade entrar.

As vezes sinto como se tudo já tivesse sido feito, as vezes sinto que sou o único, as vezes quero mudar tudo que já fiz, cansado demais para lutar, e ainda muito assustado para correr.

E se eu parar por um minuto, penso em coisa que eu realmente não quero saber.
Eu sou o primeiro a admitir. Sem você, eu sou um navio encalhado num banco de gelo.

Nenhum comentário: