segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Todos mudamos!


Quem me dera ainda viver em um conto de fadas, enfrentar a longa jornada do meu quarto para a cozinha, imaginando as mais malucas criaturas a minha volta. Conseguir tocar meus sonhos com a ponta do dedo, imaginar e ver as coisas simples e alcançáveis, ter que explicar o porque de estar tão suja para minha mãe e ser repreendida seria o maior dos problemas pra tentar resolver. Na infância tudo é mais simples, mais verdadeiro.


Mas todos crescem. As pessoas mudam. Mudam e você nem se quer percebe. E você também mudou tanto de uns tempos para cá. Diante de todas essas mudanças, só uma não acontece, a de que todos nós costumamos julgar os outros por estas mudanças.


Querido todos, julgamentos são coisas insensatas, até porque todos nós vivemos em uma incompleta e contínua transformação, de quem nós somos, de nossos conceitos, e valores. Então não tente julgar na ignorância dos fatos e de você mesmo. Todos nós precisamos e devemos ter uma segunda chance.

Eu sei que aquela pessoa não é a mesma, mas você também não é.

Nenhum comentário: